Bloco 77 – Os Originais do Punk

Bloco 77 – Os Originais do Punk

Iniciado no final de 2013, o bloco mais punk de São Paulo, entoa clássicos do punk em ritmo de marchinha e marchinhas em versão punk. Quer coisa MAIS CLASSE que essa?

E para você conhecer um pouco melhor dessa ideia genial, conversamos com o Anderson Boscari do Bloco 77 que explicou um pouco melhor como tudo aconteceu.

01. Como surgiu a ideia do Bloco 77 e como foi essa reunião?
Anderson: A idéia surgiu em uma padaria de São Bernardo do Campo. Eu fui fazer um trabalho na empresa do Felipe Gasnier, e na hora do lanche rolou essa brincadeira. Tipo, “e aí, vamos montar um bloco de carnaval punk rock?”. Depois da idéia, falamos com alguns amigos que compraram a idéia, e acharam que poderia rolar. Foram o Fernando Lamb, Shamil Carlos e Emerson Barreto. A partir daí começamos a ver o que era preciso pra colocar o bloco na rua, e procurar mais gente pra tocar.

02. Vocês já se conheciam antes?
Anderson: Sim, a gente já se conhecia há muito tempo de rolês com nossas bandas, somos bem amigos, e foi muito fácil o entrosamento.

03. Como foi feita a escolha do ponto de partida (Bar Real)?
Anderson: O Real é um marco pra galera que curtia um punk rock no final da d;ecada de 90 e início de 2000. Sempre íamos lá, e você sempre encontrava uma galera amiga, o pessoal de banda… Estava todo mundo alí, naquela esquina, tomando uma.

03. Quantos são os participantes do Bloco 77 para esse ano?
Anderson: Entre músicos e produção, somos quase 30 integrantes.

Foto por: Rachel Ramos
Foto por: Rachel Ramos

04. Quais são as músicas do repertório? Como são feitas as escolhas?
Anderson:Escolhemos os clássicos, foi meio que um consenso. Cada um falava uma, e a decisão era quase unânime. Pra esse ano colocamos mais alguns sons que pusemos em votação, afinal, é música pra caramba! No repertório a gente toca “Vou fazer cocô” e “Papai noel velho batuta” dos Garotos Podres, “Surfista calhorda” e “Festa punk” dos Replicantes, “Isto é olho seco” do Olho Seco, “Pela paz” do Cólera, “Pânico em SP” do Inocentes, “Buracos suburbanos” do Psykóze, “Desmascarar sua bandeira” do Flicts, “A turma” na versão do Ratos de Porão, “O idiota” do Blind Pigs, “Ser punk com você” do Gritando HC, “Skate gralha” do Grinders e “Criança esperança” do Atitude. Além desses sons, adaptamos algumas marchinhas, é o caso de “Mamãe eu quero pogar” e “Olha o moicano do Zezé“.

05. Fora o bloco, vocês atuam em outros projetos musicais?
Anderson: Sim, bastante gente do bloco tem banda. Algumas delas são Faca Preta, E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante, Hardcore Por Ódio, Grindhouse Hotel, Dinamite Club, Running Like Lions, Horace Green, Thrills & The Chase e algumas outras.

06. Como vocês veem o punk rock no Brasil atualmente?
Anderson: Cara, pra gente, tem uma cena muito legal rolando. São bandas novas, casas novas, e o público parece ter voltado a se interessar por shows. É muito legal ver que a galera vai nos shows e compram os merchs das bandas. Do outro lado as bandas vêm produzindo bastante coisa legal, e os selos estão aí distribuindo coisa pra caramba e fazendo um trabalho super sério.

Quando montamos o bloco ficamos um pouco receosos a princípio, pois não sabíamos qual seria a reação da galera e das bandas das quais homenageamos. Pra nossa surpresa a resposta foi super positiva, tanto do público, quanto das bandas. Muitos caras de bandas participaram ano passado com a gente, e esperamos que esse ano role novamente.

07. Qual é a programação para o Bloco 77 esse ano?
Anderson: Esse ano temos um ensaio aberto no dia 31/01, no bar Capitão Barley, e as saídas do carnaval, nos dias 06 e 08 de fevereiro, “no meio da esquina, em frente ao Real”. No dia 09/02 vai rolar um Sesc Interlagos também.

Esperamos que a galera cole e nos ajude a fazer uma bela festa!

::

Nossos agradecimentos ao Anderson pela entrevista.

E como não poderia deixar de ser, fizemos uma playlist em homenagem ao Bloco 77 (talvez a playlist mais surreal que fizemos), Carnaval Punk, pra você que curte os clássicos do punk, marchinhas, ou simplesmente já quer ir dando uma afiada no repertório para as datas do bloco.

Não deixe de seguir o perfil da Crasso Records no Spotify e conferir as outras playlists! Só a nata do punk, rock e reggae!

 

playlist bloco 77

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *