Um esquenta para o Descendents.

Prestes a tocar no Brasil pela primeira vez, relembramos um pouco da história dos Descendents.

Com Dezembro prestes a chegar, um dos momentos mais esperados do ano também se aproxima. Não, não estamos falando do Natal, se bem que este evento para muitos fãs brasileiros de Punk é tão glorioso quanto uma manhã de Natal na infância. Para quem ainda está por fora, na próxima semana rolam os shows dos Descendents em São Paulo. Isso mesmo, a clássica banda californiana de Punk Rock pela primeira vez nos seus quase 40 anos de carreira virá para o Brasil. É uma empolgação justificável, levando em consideração o peso que a banda tem num âmbito global, e a importância que ela teve para a evolução do gênero não só na costa oeste norte-americana, mas em todo o mundo. Mas mesmo assim, vale a pena refrescar a memória e lembrar o que faz dos Descendents uma banda tão importante.

Tudo começou na virada de 1977 para 78, em Manhattan Beach, na região sudoeste de Los Angeles, Califórnia. Dois então colegas de escola Frank Navetta, e David Nolte começaram a compor músicas no violão sob o nome de “The Itch”, mas o nome que não durou muito, até que Navetta decidiu cunhou o nome The Descendents. Os dois convidaram outro colega de classe deles, Bill Stevenson, para se juntar a banda ocupando a bateria. Certo dia depois disso, os três amigos andavam pela rua e escutaram ao passar por uma garagem alguém tocando baixo. Esse alguém era Tony Lombardo, que logo foi convidado pelos três para ingressar na banda. Nolte assume os vocais durante as performances iniciais da banda, mas em 1979 ele decide do grupo. Os três membros restantes decidem então lançar seu primeiro single, uma espécie de Surf Pop com duas canções, Ride the Wild/It’s a Hectic World, com Frank cantando It’s a Hectic World e Tony assumindo os vocais em Ride the Wild.

Em 1980 entra em cena a figura mitológica por trás de toda a imagem da banda. Um antigo colega de escola, e fã da banda, Milo Aukerman que assume o posto fixo como vocalista da banda. Desse ponto eles resolvem dedicar-se completamente ao Punk Rock, e em pouco tempo se tornam num dos principais nomes pioneiros da cena Punk que estava prestes a explodir em Los Angeles. Em 1981 lançam seu primeiro EP, Fat, e suas músicas em geral abordam temáticas típicas de frustrações da adolescência, e humor satírico.

A banda não perde tempo, e já em 82 gravam seu primeiro álbum, Milo Goes to College. O álbum apresenta tons mais melódicos, que distinguiu a banda de todo o restante do universo Hardcore da época. O título e capa do álbum fazem referência ao vocalista ingressar na Universidade de San Diego, para estudar biologia. Tido desde os tempos de escola como um nerd, a banda aproveitou para usar sua imagem caricata e usou como temática por boa parte de sua carreira. As músicas ressonavam com os jovens da época, já que de I’m Not A Loser, a Marriage Hope, passando por Parents, todas elas continham relatos de rejeição, garotas, problemas familiares, que eram próximos da vida real de grande parcela de seus fãs. As letras que eram escritas por Bill Stevenson se mostrariam como grandes influências para  as bandas de Pop Punk que surgiram anos mais tarde e alcançaram o estrelato.

A ida de Aukerman para a faculdade causou grande instabilidade na formação da banda, e não apenas isso, mas Stevenson na mesma época havia começado a tocar no Black Flag. Nesse meio tempo, Navetta deixou a banda, e foi substituído pelo vocalista substituto de Aukerman na banda, Ray Cooper. O inevitável aconteceu, e a banda entrou em hiato por dois anos.

Foi só em 1985 que o Descendents iria se reunir novamente para lançar o álbum I Don’t Want to Grow Up. Novamente a capa trouxe o personagem de Milo, desta vez como um bebê. Canções como Pervert mostravam novamente um Descendents com músicas rápidas e cheias de energia, carregadas de melodias e temas amorosos, que facilitavam a aceitação do álbum para um público maior, sem deixar de lado as raízes da banda.

Em 1986 lançaram Enjoy!, que não foi bem recebido pela crítica e pelos fãs, e um ano depois lançaram All, que foi uma volta a velha forma após o ponto fora da curva que foi seu predecessor, e despontou a música All-O-Gistics. Mas após a turnê do álbum, a banda novamente entrou em hiato. Só já no meio dos anos 90 a banda foi se reunir novamente, e em 1996 lançaram seu disco mais bem sucedido até então, Everything Sucks. O disco foi lançado pela Epitaph Records, e foi o primeiro da banda a entrar nas paradas da Billboard, alcançando a posição de número 132, e produziu os singles I’m the One, e When I Get Old. O álbum também marca o retorno de Milo na capa, e foi assim, como se o velho Descendents ressurgisse do nada. Mas após a turnê do disco, novamente a banda entrou em hiato para Aukerman continuar seguindo sua carreira na ciência.

Em 2002 novamente se reuniram e gravaram Cool to Be You, lançado pela Fat Wreck Chords (gravadora de Fat Mike, do NOFX) em 2004, que chegou ao posto de numero 143 nas paradas da Billboard. Mais uma pausa na banda para Aukerman tocar sua carreira, até que esse ano eles lançam seu primeiro disco em mais de 10 anos. Retornando a Epitaph Records, Hypercaffium Spazzinate. O álbum, que novamente traz o personagem de Milo na capa, foi bem recebido pela crítica e novamente causou comoção dentro do mundo do Hardcore em relação a uma nova turnê da banda. Nos raros momentos em que Milo pausa sua vida acadêmica para retornar ao Descendents, junto com Stevenson (ambos são os únicos membros desde o início da banda), a empolgação é sempre esperada pelos fãs. Uma reunião dos Descendents é quase como uma Olimpíada ou Copa do Mundo, mais ainda mais raro.

E dessa vez eles finalmente vem para o Brasil. A produtora Solid Music conseguiu finalmente trazer a banda pra São Paulo. O sucesso de vendas foi tamanho, que uma segunda data foi adicionada. Os shows vão rolar nos dias 02 e 03 de Dezembro na Tropical Butantã, e ainda tem ingressos pro show do dia 02/12, sexta-feira.

Ingressos disponíveis:

DESCENDENTS – São Paulo 02/12 – PixelTicket

Solid Music Entertainment Tropical Butantã VER MAPA Av. Valdemar Ferreira, 93, 05501-000, Butantã, São Paulo, SP Ingressos Identificação Resumo Pagamento Solid Music Entertainment Orgulhosamente Apresenta: DESCENDENTS (Primeira vez na America Latina) Milo Goes To Latin America Bandas convidadas: Direction (BRA) Data: 02/12/2016Horário: 19hs Local: Tropical Butantã Av.

Informações do evento:

Descendents | São Paulo / Primeira vez na America Latina

Event in São Paulo, SP, Brazil by Solid Music Entertainment and PixelTicket on Friday, December 2 2016 with 2.1K people interested and 3.4K people going….

Além disso nós batemos um papo com o Gus Simarro da Solid Music pro programa Letts Go, que vai ao ar no dia 27/12 na antenazero.com além da playlist especial do Descendents que montamos. Se você gosta da banda aproveite pois estaremos recheados de conteúdo da banda.